Skip navigation

Vivo ou Movistar: Telefonica diz que não muda marca de telefonia móvel, mas será?

No último dia 8 de dezembro, Antonio Carlos Valente, presidente da operadora de telecomunicações Telefonica, disse que a estratégia global da empresa era integrar a marca Movistar em todas suas operações de telefonia móvel, mas que o Brasil era uma excessão, uma vez que a companhia tem aqui uma marca líder, a Vivo (na qual a Telefonica tem sociedade com a Portugal Telecom).

Realmente trocar a marca Vivo pela Movistar seria um crime. A construção da marca foi muito bem feita. A logomarca é reconhecida em todo o Brasil imediatamente. É simpática (apesar de todos os problemas operacionais da indústria de telefonia móvel, o que é impressionante). É consistente. E é claro, é líder.

Acabar com a marca Vivo não só seria um crime de branding/marketing, mas também seria um sério risco aos negócios da empresa. Não acho que a Claro e a Tim estejam fazendo um trabalho soberbo de marketing, mas a Oi pode incomodar bastante no futuro caso a Vivo bobeie.

Agora… tendo dito tudo isso, e conhecendo como funcionam as discussões nos boards das grandes empresas, com a globalização das comunicações, pressões dos times globais por homogeneidade, etc., acho que é uma questão de tempo até algum gênio decidir mudar a marca para Movistar. Pode durar uns anos, mas na próxima crise econômica ou perda de participação de mercado “adios Vivo.”

Vou acompanhar de perto.

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: